Literatura Opiniões Literárias

1793 de Niklas Natt och Dag

Fevereiro 2, 2020

Recentemente decidi arriscar a minha vida de leitora ao ler um thriller histórico. Realmente eu sou fã de thrillers, talvez venha a ser um dos géneros literários que com o tempo eu não perca o interesse, ou venha a aborrecer-me com ele. 1793 de Niklas Natt och Dag foi-me oferecido pela a editora Suma de Letras, na altura tive interesse na obra quando a recebi, a sua sinopse pareceu-me interessante e a história cativante. A verdade é que demorei algum tempo a pegar nele, coloquei outros livros à frente. Mas, visto que este ano é para despachar todos os livros da estante, dei-lhe uma oportunidade, uma chance ao que viria a ser o meu primeiro thriller histórico.

Thrillers históricos têm andado muito em vogue ultimamente. A realidade é que vende, principalmente se for vencedor de alguns prémios. Apesar de não ser ainda um género fixo cá por Portugal, temos escritores incríveis de thrillers (poucos, mas bons ao menos), não é dos géneros que seja mais publicado ou até mesmo traduzido. Eu como leitora fujo muito do que esteja relacionado com história, não sou fácil de agradar quando se trata de ficção histórica. Mas, arrisco.

The Stand de Stephen King

Trata-se de um retrato da vida em Estocolmo no ano de 1793, gostei imenso da forma como o escritor narra os acontecimentos de forma fria e crua, assim como faz a descrição das paisagens e personagens tornando tudo um pouco mais arrepiante. Realmente senti-me dentro do livro e da história, tanto que as personagens conseguem ser bastante reais. Contudo, não foi o suficiente para que me conquistasse por completo. Para mim, acabou por ser menos envolvente do que aquilo que eu estava à espera. Honestamente, não me pareceu que fosse um thriller por completo, temos um crime que envolve toda a ação, mas não é cativante o suficiente para prender o leitor por completo. Considero-o mais um romance histórico, ou apenas ficção histórica.

A escrita acaba por ser muito acessível, esperava uma escrita mais complexa que fosse dar-me mais problemas a avançar na narrativa. Porém não foi o caso. Houveram algumas alterações ao nível de tempo, entre passado e presente com o intuito de ajudar o leitor a desvendar o mistério, passagens essas que a certo ponto não fazia nenhum sentido ou ajuda. Posso dizer-vos que saltei pelo menos umas 60 páginas e que isso não teve nenhuma influência para a história. Na minha opinião, existiram muitas páginas sem conteúdo algum que fosse ajudar para desvendar o crime, ou que influenciasse o rumo da história.

Fantasmas da Mente de Paul Tremblay

Sinceramente, acho que o livro é bom, o enredo é bom e tem muito para dar, para aqueles que realmente apreciem este género literário. Sinto que não foi o livro indicado para mim, não é o que eu mais aprecio, portanto não consegui dar-lhe o melhor proveito. Não deixo contudo de referir que é um livro incrível, entendo perfeitamente o motivo pelo qual foi premiado. É mais um daqueles casos que li o livro errado, e sinto-me mal por dar-lhe uma classificação tão baixa. Mas, eu realmente não consegui tirar o melhor partido desta história. Se as primeiras páginas passaram a voar para mim, as restantes demoraram porque eu não estava a ter mais interesse na narrativa.

É um livro para os fãs de ficção histórica. Com uma escrita fluída, é um thriller frio, com detalhes mórbidos e que por vezes no faz arrepiar. Certas partes é preciso ter coragem para aguentar, foram essas mesmas partes que me fizeram continuar a leitura. Vale a pena dar uma oportunidade a 1793, caso seja um género que apreciem. Infelizmente não resultou comigo.

Livro oferecido pela editora Suma de Letras.

Compra o teu exemplar de “1793” de Niklas Natt och Dag em Wook.pt!

    Deixar uma resposta