Literatura Opiniões Literárias

Mataram a Cotovia de Harper Lee

Janeiro 22, 2020

Se de todos os livros que me recomendaram tivesse de escolher o mais recomendado, acredito que seria este. Inclusive já perdi a conta da quantidade de vezes que peguei em Mataram a Cotovia para ler e simplesmente deixei-o de lado. Sentia que não o deveria ler, pelo menos para já. Por isso, ele ficou mais de um ano na minha estante. Comprei-o com intenções de o ler, e realmente sentia que o deveria ler. Mas, houve leituras que se meteram no caminho e com o passar do tempo o interesse por este livro de Harper Lee desapareceu.

Como dizem, ano novo portanto, novas resoluções. Este ano comecei o ano ao nível de leituras com o pé direito e pretendo manter. Até agora foram poucos os livros que me desiludiram ou ficaram aquém das expectativas, que esta maré de boa sorte se mantenha. Este livro está num patamar entre deveria ter lido mais cedotalvez não foi bem o que eu esperava. Bom, não vos posso dizer que não tenha gostado deste livro, assim como não posso dizer que não gostei da leitura. É daqueles livros que li, e realmente gostei da sua mensagem, admiro-o imenso. Sei o impacto que teve e ainda têm, e compreendo o porquê.

O Grande Gatsby de F. Scott Fitzgerald

Acredito fielmente que os livros não vos veem parar às mãos apenas por que sim. Somos nós que os comprámos, mas há alguma força da natureza que nos manda até nós. Sou daquelas pessoas que acredita que os livros nos escolhem, e não ao contrário. Mataram a Cotovia teria sido um livro que se eu fosse ler em 2016 eu iria detestar, inclusive nem iria terminar o livro. Seria uma história que facilmente consideraria aborrecida, não seria o meu género de livro, não me apeteceria ler coisas de adulto. Mas, agora que sou mais que adulta, que passei por tanto (ainda falta muito para aprenderes miúda, relaxa) apercebo-me a carga emocional que este livro tem para mim. Acabei o livro com a necessidade de querer voltar a ser criança, a ser tão inocente e não precisar de lidar com isto de ser uma pessoa adulta.

De todas as personagens que este me livro deu a conhecer, foi complicado escolher apenas uma. Todas são de grande importância, ScoutJem e Atticus são talvez as mais marcantes, aquelas que me ensinaram mais. Achei que iria chorar com este livro, digo-vos mesmo quando vi a forma como a história era contada, pensei mesmo que iria chorar. Não aconteceu, contudo terminei a leitura com o coração cheio. Foi um bom livro. É daquelas histórias que não me tocou por completo, não me arrebatou tanto quanto outros livros, mas sei que a longo prazo irei voltar a pensar nesta história. Só com o tempo é que nos apercebermos a preciosidade que é este livro de Harper Lee.

O Monte Dos Vendavais de Emily Bronte

Com uma mistura de sentimentos relativamente a esta história, recomendo a qualquer um ler esta obra. É daqueles livros que nos faz falta ler, que nos ensina mais do que pensámos ser possível. Apesar de não ser um livro para todos e que nem todos encaram da mesma forma, acabámos por perceber a carga emocional que este livro traz para o leitor. É com um enorme peso no coração que me despeço destas personagens que me acompanharam durante bons dias, que me apoiaram numa altura mais difícil. Sem dúvida que não era o que eu esperava este livro, não pensei que seria assim. Mas foi bom, gostei e daqui a uns anos, quero voltar a reler.

Compra o teu exemplar de “Mataram a Cotovia” de Harper Lee em Wook.pt!

Deixar uma resposta