Desenvolvimento Pessoal Lifestyle

Como Podes Organizar-te em 2020

Dezembro 19, 2019

Já perdi a conta à quantidade de vezes que me perguntam o motivo pelo qual uso tantos métodos de organização. Ora, o principal motivo é o facto de eu ser doida por organização. Pois sou daquelas pessoas que não se dá no meio do caos. A minha mente é um caos completo, e se tudo ao meu redor assim estiver, acreditem que não durmo. Para além disso, considero-me uma pessoa muito criativa, não passa um único dia que eu não pense numa ideia nova, ou que não esteja a criar algo. Aliado a isso vem o facto de gostar de diversas coisas, portanto, acabo por criar diversos projetos e desafios. Foi desta forma que passei a procurar formas de organizar-me, experimentei várias. Umas resultaram, outras não. Portanto, esta publicação será para falar de Como podes organizar-te em 2020.

Se por puro acaso ainda não conheces ao certo a forma como me organizo para gerir um blogue com conteúdo diário, trabalhar, ler, dar asas a outros projetos, ter vida social, e ainda muito mais. Então, convido-te a ler uma publicação que escrevi sobre o tema. É sem sombra de dúvida muito importante para entender melhor como funciono e para teres acesso a mais algumas dicas, o primeiro passo a dar antes de saberes como podes organizar-te em 2020.

Como Vou Organizar-me em 2020?

Na hora de escolher o meu método de organização para nós temos de ter noção de diversos parâmetros: se tenho tempo para ser eu próprio a criar esse método de organização, se prefiro um método mais prático e que esteja a um simples toque, se sou uma pessoa mais tradicional que precisa de escrever para se lembrar das coisas, se não gosto de ter muito trabalho e prefiro ser prático, se sou muito organizado ou pouco, se gosto de dar asas à criatividade, etc. São tudo questões que convém cada um de nós colocar a si próprio antes de sair por aí a experimentar tudo e mais alguma coisa. Tal qual refiro em todas as publicações sobre meios de organização: lá porque um método funciona comigo, não quer dizer que funcione com outra pessoa. É muito importante ter isso em mente na hora de decidir como podes organizar-te.

Agenda

Julgo que o método mais conhecido e ao mesmo tempo o menos eficaz para muitos. Arrisco-me a dizer que mais de metade da população compra uma agenda em certo momento da sua vida e nunca a usa até ao fim. Consigo até imaginar aquelas pessoas que antes mesmo do novo ano começar estão já nas papelarias a comprar a nova agenda, “este será o ano, vou usar até ao fim”, e claro que não a usam. Até consigo ver a cara de orgulho dessas pessoas quando abrem a agenda que lhes custou no mínimo uns 15 € (se não mais). Mais uma daquelas resoluções de ano novo que nunca cumprimos. E falo por experiência própria. Eu mesma cheguei a pagar 20 € por agendas, que se usei metade foi muito, e estão ali à espera de segundo sentido. De que serviu? De nada, gastei dinheiro.

Se nunca usaram agenda e pretendem começar, talvez seja mais fácil optar por uma mais barata, nos hipermercados facilmente encontrámos agendas bem acessíveis e bem bonitas. A vista diária está fora de questão caso estejam a começar, ao início nunca sabemos como preencher as folhas em branco, só quando temos já aquela confiança é que começamos a escrever até demasiado. Que tal optar pela vista semanal? Neste caso temos espaço suficiente para escrever o mais importante e não sentimos o dever de escrever mais só para encher.

Erros Básicos de Organização

Inclusive este ano adotei este método, uso uma agenda da Note! custou-me cerca de 8 € se não estou em erro. É simples, prática e bonita. Por outro lado não tem autocolantes bonitos, nem preciso deles, mas tem aquilo que preciso para organizar-me. Por vezes o mais bonito acaba por ser desnecessário. Comprem aquilo que vai de acordo com os vossos ideais, e acreditem que por vezes por metade do preço encontram qualidade e algo que vos irá servir melhor.

Métodos de Organização: São Importantes?

Bullet Journal

Possivelmente o método do bullet journal está a ficar bem mais conhecido do que a típica agenda. Vejamos, trata-se de um meio de organização que exige muito de nós, seja de tempo a paciência. Somos nós a criar o nosso próprio layout, ao nosso estilo. Apesar do que muitos acham, não é realmente necessário ter muitos dotes ao nível artístico. Por exemplo, sou um zero à esquerda em arte, mas tenho um bullet journal, é focado apenas para a criação de conteúdo e quanto ao seu interior fico-me pelo simples, coloco algumas cores e basta-me.

Na minha opinião o bullet journal é recomendado para aquelas pessoas que sintam necessidade de escrever, para além de ser uma tarefa que nos tira algum stress de cima, acaba por ser uma experiência relaxante. Perdermos algum tempo da nossa semana a planear, escrever e tudo mais. Se gostam de tirar tempo para vocês, acredito que irão desfrutar imenso deste método. Mas, se por acaso, detestam demorar muito tempo para planear algo, então não sei se será o mais indicado.

Bem como eu que mantenho um, mas acreditem ou não, foi preciso começar dois bullet journals para finalmente ficar-me por um. Não encontrava a melhor forma de lhe dar uso, nem sabia como fazer. Por isso, pesquisei ideias no Pinterest, dei asas à minha criatividade e decidi usá-lo apenas para a criação de conteúdo. Serve-me perfeitamente, honestamente já nem passo sem ele. Por acaso não é daqueles journals que apeteça a olhar, não tem arte, mas tem sido uma das melhores formas de organização que descobri.

O Que Aprendi Com Um Bullet Journal

Aplicações

Hoje em dia muitas pessoas já optam por correr as enormes listas de aplicações disponíveis na store para adquirir. Aplicações que vos prometem trazer uma vida mais organizada, sejam nas tarefas da casa, como nas finanças. Aquelas aplicações que descarregamos imediatamente e depois nos pedem dados para pagar se quisermos usufruir por completo da aplicação. Infelizmente, passei por isto muitas vezes, mas uma coisa é certa: recuso-me a pagar por uma aplicação de organização quando posso usar uma folha de papel e caneta sem gastar tanto.

Portanto, ao longo dos tempos descobri aplicações que são grátis que não vos pedem pagamento para terem acesso à aplicação por completo. Eu própria cheguei a usar estas aplicações, outras deixei de usar com o tempo, outras uso de tempos a tempos. Uma coisa posso garantir, são aplicações totalmente grátis e que vos vão ajudar na organização. Umas são mais práticas que outras, e muitas talvez nem vão de encontro com aquilo que precisam. Novamente, refiro que precisam de encontrar o método de organização que vá de acordo com a vossa personalidade.

Meios Que Uso Para Facilitar A Criação de Conteúdo

Trello: já usei o Trello, entretanto deixei de usar pois achei que não ia de encontro com o que eu precisava. Queria um método mais prático e fácil. Considero o Trello uma ótima aplicação para os criadores de conteúdo ou quem tenha imensos projetos. Perfeito para distribuir tarefas e organizar. Talvez uma das aplicações mais usadas.

Google Calendar: a aplicação que não passo um único dia sem usar. É aqui que mantenho a maioria da minha informação, desde publicações no blogue a eventos mais pessoais. Assim como o nome indica funciona como um calendário, é do Google e, por isso, podemos sincronizar entre telemóvel, computador ou tablet. Deste modo dou-lhe imenso uso e recomendo. Uma aplicação bem simples de usar e acima de tudo, prática.

Wunderlist: no secundário foi das aplicações que mais me ajudou na hora de fazer listas, sejam listas de matéria para estudar, ou até listas de filmes, ou séries que amigos me recomendavam. Contudo, após sair do secundário deixei de usar, entretanto voltei a tentar, mas já não me servia de muito. Enfim, funciona para criar listas, as típicas to do list, é ideal para as pessoas que não funcionam sem uma lista com as tarefas que precisam de fazer.

4 Aplicações Que Não Vivo Sem

Microsoft To Do: funciona na mesma ideia da aplicação acima referida, mas em certa medida acho que é bem melhor. Foi uma aplicação que descobri ainda a semana passada. Apesar disso já se tornou uma grande aliada. Tanto esta como a aplicação do Google Calendar funcionam para mim como um único método de organização. Uso a aplicação para fazer as mais diversas listas, desde a lista das compras como lista de livros que precise de ler. Por mais incrível que pareça, é nesta aplicação que organizo de forma mais detalhada as minhas publicações. Coloco uma lista para cada mês, e depois começo a planear possíveis publicações.

Evernote: uma aplicação para as pessoas que passam a vida a fazer notas. Apenas usei um par de semanas, mas não me valeu de nada, não era isto que eu precisava. Também podem sincronizar entre aparelhos, um ponto a favor, mais fácil do que usar as notas do telemóvel, assim com esta aplicação pode ver no computador tudo. Dá basicamente para notas, listas e muito mais. Há quem use para ajudar a criar conteúdo, e tenho de admitir que realmente vale a pena, casos vá de encontro com aquilo que procuram.

To Do List

Acredito que seja o método mais antigo e mesmo assim muito desvalorizado. Posso usar tantas aplicações e ter até mil agendas, mas nunca deixo de lado uma pequena lista. Inclusive tenho um caderno onde faço as minhas to do list diárias. Por exemplo, coloco a data do dia, e começo a escrever por pontos o que preciso de fazer. À medida que vou riscando as tarefas realizadas sinto-me mais motivada a continuar. Realmente sou uma pessoa que funciona muito à moda antiga, realmente preciso de escrever no papel para lembrar-me. Valorizo imenso estas listas pois são práticas e muito baratas. Contudo, não consigo organizar-me por completo apenas com estas listas, preciso de ferramentas extras que me ajudem nessa tarefa. Mas, não deixa de ser fundamental na hora de organizar-me.

Em suma, existem imensas formasde como podes organizar-te em 2020. Falei nos métodos mais gerais, nos métodos que acredito serem os mais viáveis. Se fores pessoa impaciente e que detesta perder tempo, uma agenda ou até uma aplicação pode ser o ideal para ti. Caso sejas uma pessoa mais criativa e que adora perder o seu tempo a planear, que tal experimentares um bullet journal? Na minha opinião, as aplicações acabam de certa forma por servir como forma de organização por opção, não é obrigatório, porém em certos casos pode facilitar a vida, servem como complemento. Cabe a ti escolher como podes te organizar em 2020.

Deixar uma resposta