Literatura

5 Livros Feministas Para Oferecer

Dezembro 1, 2019

O último mês do ano chegou, com ele veio aquele sentimento de querer dar. Para além do mais, estamos já um pouco cansados deste ano e só queremos que o novo ano chegue rapidamente para começarmos em grande. É um novo ciclo, um novo ano e estamos preparados para começar da melhor forma. Apesar de tudo, o mês de Dezembro não significa apenas preparar-se para o novo ano, significa que estamos numa altura de partilha. O Natal é das épocas mais mágicas, o sentimento de alegria predomina no ar e a correria para encontrar o presente perfeito não estraga todo o ânimo. Por isso, decidi trazer uma lista com livros feministas para todos aqueles que precisam de mais feminismo na vida.

Por isso, vão encontrar uma lista com 5 Livros Feministas Para Oferecer que é ideal para dar aquele amigo que não entende porque as mulheres lutam pelos seus direitos. Para aquela pessoa que vive ainda no século passado. Bom para aqueles que são apoiantes e para aqueles que não conhecem de todo. Para os mais jovens ou mais adultos. São sugestões que se enquadram para todos e para todas as idades.

5 Livros Feministas Para Oferecer

Um Quarto Só Para Si de Virginia Woolf

Antes de mais, um dos meus livros preferidos com uma carga enorme do poder da mulher. Sendo a Virginia Woolf uma autora bem reconhecida, neste pequeno livro vemos um lado da escrita e as mulheres que querem ser escritoras. Identifiquem-me imenso com este livro com dissertações sobre o papel da mulher, como antes as mulheres necessitavam de se esconder por trás de um nome masculino para conseguirem seguir esse sonho. Com exemplos bem fundamentos, com histórias reais. É dos melhores presentes que podemos oferecer para aquela amiga que quer ser escritora por exemplo. Contudo, o livro foca-se ainda noutro ponto que acho muito bom, a escrita e o papel que pode ter na vida de alguém que quer seguir esse sonho e não sabe como. Como Virginia Woolf diz: basta um quarto só para si e uma renda extra, nada mais para se ser escritor.

Beloved de Toni Morrison

Apesar deste livro não ter sido o meu preferido, de a leitura não me ter agradado por completo, não deixo de pensar na sua mensagem. Considero-o um livro que realmente merece estar presente nesta lista, para além do mais, a Toni Morrison realmente sabe escrever. É um livro perfeito para aquela pessoa que gostas de livros com um toque mais histórico, é cheio de drama e muita emoção. Não é um livro fácil de digerir, é preciso ter coragem para lidar com esta história.

O Monte dos Vendavais de Emily Brontë

Sem dúvida o clássico que fez o meu ano. Sendo eu uma pessoa que não lê assim tantos clássicos, ficar realmente entusiasmada com um clássico e querer reler é algo inédito. Admito que ao princípio quando comecei este livro fiquei um pouco reticente quando à história, sabia que era bem falado por entre os leitores, só não conseguia entender ao certo porquê. Contudo, rapidamente descobri. É daqueles clássicos com um toque romântico, mas muito dramático. A mulher é a personagem fundamental em todos os aspetos, vemos imenso que a mulher tem sempre impacto. Considero-o um livro bom para dar a qualquer pessoa, gostem ou não de clássicos, realmente vale a pena ler este livro incrível.

O Diário de Anne Frank

Palavras para quê? É daqueles livros que coloco nesta lista e nem precisava de explicar o motivo. A história por si só explica. Um livro que é quase uma leitura obrigatória, é bom para oferecer a qualquer familiar ou conhecido.

O Retrato de Rose Madder de Stephen King

Sem dúvida que teria de haver um livro do meu escritor preferido. Por mais que digo que Stephen King só escreve horror, não consigo deixar de questionar essa afirmação. Na minha opinião Stephen King escreve de tudo um pouco, incluindo romances. Considero este livro um romance pesado, não é o primeiro tema do livro, mas tem aqui amor. Cheio de drama e com muita dor, enquanto lia este livro cheguei a chorar. Liguei-me de uma forma surpreendente à história e recomendo-o a todos. A mulher é a personagem principal, a mulher é tão importante nesta história. Um grito feminista.

Carta À Minha Filha de Maya Angelou

Foi das minhas primeiras leituras de 2019. Gostei imenso deste livro, principalmente por ser em formato de cartas. Com cartas surpreendentes, testemunhos incríveis e de arrepiar. É um dos melhores livros feministas que eu li, não me canso de recomendar este livro. É daquelas histórias que nos tocam e comovem. Pretendo ler mais obras da Maya Angelou, é uma autora muito recomendada e sinto que a todos os livros dela darei uma classificação alta. Um livro ideal, novamente, a todos.

Outros livros que recomendo para a lista de livros feministas:

Jane Eyre de Charlotte Brontë

Todos Devemos Ser Feministas de Chimamanda Ngozi Adichie

Comer, Orar e Amar de Elizabeth Gilbert

Leite e Mel de Rupi Kaur

Diz-lhe Que Não de Helena Magalhães

Vox de Christina Dalcher

O Poder de Naomi Alderman

Fica Comigo de Ayòbámi Adébáyò

Um dos meus planos para o próximo ano é ler livros que um dos temas fulcrais seja o feminismo. Quero ler mais livros de mulher ou que a mulher tenha um papel importante. Não considero um género de desafio, apenas algo que quero ler mais. Admiro imenso este tipo de livros, parecem sempre mais reais. Portanto, todos os livros que vos apresentei nesta lista de livros feministas já os li e realmente recomendo-os. Os melhores livros para se oferecer são aqueles que nos tocam, adoro oferecer livros que eu gostei para mais tarde partilhar e trocar ideias. É o primeiro passo para oferecermos o livro certo.

Podes sempre comprar os livros acima mencionados em Wook.pt!

    Deixar uma resposta