Literatura Opiniões Literárias

Lazarus de Lars Kepler

Novembro 28, 2019

Desde que saiu o sétimo livro da saga Joona Linna que os fãs de Lars Kepler pararam tudo o que estavam a fazer para dar atenção à continuação que todos ansiavam. O final do sexto livro deixou os fãs a roer as unhas, ansiosos para saber o que iria acontecer depois. Igualmente como os livros anteriores, a Porto Editora não se demorou a traduzir Lazarus para os leitores portugueses. Se corremos para ler este livro assim que saiu, também corremos pelo livro. Infelizmente, após terminar a leitura temos de lidar com a espera pelo próximo livro. Contanto que o próximo livro seja publicado no próximo ano, resta-nos mesmo esperar para saber o que irá acontecer.

Compra este livro dos Lars Kepler em Wook.pt!

Antes de tudo, tenho de admitir que sentia saudades de ler algo dos Lars Kepler. Dei por mim inclusive com vontade de reler um dos meus livros preferidos da saga – A Vidente. Pelo contrário optei por ceder tentação, tenho mais livros para ler, não me posso dar de todo ao luxo de fazer re-leituras. Apesar de tudo, depois de seis livros, é incrível como a cada livro dos autores conseguem surpreender-me cada vez mais. As primeiras páginas de Lazarus deixaram-me de pé atrás, não vos sei explicar qual foi o motivo ao certo, mas senti que não estava a conseguir lidar com a história.

Gostei imenso da Saga, é daquelas personagens que cada vez admiro mais. Tem sempre um papel fundamental nos livros dos Lars Kepler, sei que sem ela estes livros não seria o mesmo. Porém, senti-me um pouco distante dela. Por outro lado, senti-me mais conectada ao Joona, achei-o uma personagem mais frágil neste livro. Vê-lo ao lado de Lumi, foi dos momentos mais emocionantes. O impacto que ele tem no desenrolar das investigações também é estupendo, a forma como ele pensa. Adoro imenso vê-lo a trabalhar ao lado de Saga.

Talvez possas ter interesse em ler a minha opinião de O Homem da Areia de Lars Kepler

Ainda por cima regressa um dos maiores medos de Joona, já em O Homem da Areia vemos um Joona frágil, com medo e receio. Porém, neste livro vemos que ele opta por fugir dos seus maiores medos e receios. Admirei-o por isso, pelo facto de que ele colocou a sua filha em primeiro. Sem ele, nada seria resolvido, essa é a verdade. De certa forma acredito que este capítulo da vida de Joona Linna ainda não ficou resolvido. Além do mais, conhecendo os autores como conheço, sei que eles não são de facilitar a vida às personagens. Principalmente à nossa querida Saga, a personagens que sofreu mais durante este livro. Inclusive estou curiosa para ver o que será da Saga depois deste livro, na minha opinião teremos uma Saga que nunca vimos antes.

Provavelmente no próximo livro teremos um Joona um pouco mais relaxado, até certo momento do livro pelo menos. Veremos talvez uma Saga mais distante ao início do livro, e mais para o fim iremos descobrir algo obscuro sobre ela. Também acredito que a relação de Joona e Lumi irá evoluir e finalmente poderão viver sem mais medos. E, por fim, quem sabe o Joona e a Valeria não podem ter algo mais? Aconteça o que acontecer no próximo livro, eu sei que merecerá no mínimo quatro estrelas. Lars Kepler nunca desilude.

Para concluir, quero o próximo livro para ontem. É complicado pousar os livros dos Kepler, qualquer fã sabe disso. Eles têm um talento incrível. Porque eles não só brincam com a vida das personagens fazendo-nos sofrer, como nos deixam sem saber o que esperar do rumo da história. Se não sabem se devem ler os livros desta dupla: arrisquem. Porém, recomendo-vos a lerem por ordem de publicação, assim poderão usufruir melhor da história.

Recomendo-te a leres esta opinião: O Hipnotista – Lars Kepler

    Deixar uma resposta