Desenvolvimento Pessoal Lifestyle

Porque Nunca Seremos Suficientes

Outubro 10, 2019

Superar as expectativas que os outros têm para nós é das tarefas mais complicadas do mundo. Hoje em dia as pessoas criam demasiadas expectativas, muitas das vezes acabam por exigir dos outros o que nem elas próprias são capazes de dar. Dou por mim a ver isto todos os dias, principalmente agora que lido mais com pessoas. É incrível como imensas pessoas passam a vida de má cara, a agir de forma mal educada, não são capazes de um simples gesto de carinho, mas fazem questão de exigir aos outros que superem as expectativas que têm para com eles. Eu própria dou por mim a esperar que as pessoas façam isto, reajam daquela forma, tudo conforme eu quero. Contudo, esqueço-me que as pessoas não são eu, que não funcionam pelos mesmos ideias que eu, assim como pensam e agem de forma diferente. Não vão superar as minhas expectativas, aliás, eu nem tenho de ter expectativas para com elas. Cada um cria as suas próprias expectativas e excede-as.

O porquê de nunca sermos suficientes vem do facto de nós próprios não nos sentirmos suficientes. É complicado agradar a todos, e acredita que por mais que tentes não o vais conseguir fazer. Acabas por agradar uma pessoa, mas desagradas outra. Na maioria dos casos, sempre que tentas fazer algo apenas para agradar as expectativas de alguém, acabas por deixar as tuas próprias expectativas por terra. O que preferes? Desiludir outra pessoa? Ou desiludir a ti mesmo? Se a resposta for a primeira, ainda há muito trabalho que precisas de fazer. Lembra-te, que não podes dar amor se não souberes amar-te a ti primeiro. Assim como não podes receber sem dar primeiro. Caso prefiras desiludir outra pessoa, não há mal nenhum. Entende que por vezes mais vale dizer um não e sentires-te bem contigo, do que dizer um sim por obrigação.

Não vamos ser suficientes para ninguém. Principalmente agora na era dos digitais. Numa era onde estamos constantemente a criar expectativas de vidas perfeitas, corpos perfeitos e relações perfeitas. Coisas que não existem, coisas que são manipuladas, mas o nosso cérebro anseia por esse modelo de perfeição que vendem de forma tão barata. Podes até ter o trabalho de sonho de qualquer um, podes ter o último modelo de iPhone que saiu, podes até ter um carro topo de gama, porém, acredita que mesmo assim não superaras a expectativas de muita gente. Podes ser a pessoa mais simpática, mais prestável, mais educada, mais empenhada, mais trabalhadora, mais tudo. E mesmo assim nunca será suficiente. A vida tem me mostrado isso várias vezes, que quanto mais trabalhas, mais te esforças, o teu rendimento nunca será visto como tu o vês. Podes trabalhar cerca de 10 horas, mas eles nem metade dessas horas vão prestar atenção a ti. E se prestarem vai ser provavelmente para desvalorizar o teu trabalho.

Como contornar isto? Como deixar de lado a preocupação de agradar a todos, de superar as expectativas? Gostava de dar-vos aquela fórmula secreta que irá revolucionar as vossas vidas e resolver o problema, infelizmente não a tenho. Eu bem queria ter, até a mim, iria facilitar a vida. Porém, posso dar-vos algumas dicas básicas de como podem deixar de sentir aquele peso da opinião dos outros. Comecem por analisar o que fizeram, se acham que fizeram bem o que devia fazer, ou se podem melhorar. Caso sintam que podem melhorar: façam-no, não esperem que alguém vos diga. Segundo passo: preocupa-te contigo, nunca faças nada apenas porque te sentes obrigada, faz apenas se sentires que deves. Não lido bem com obrigações, principalmente aquelas que surgem à última hora. Antes de atirar de cabeça para uma decisão gosto de refletir, e isso tem-me ajudado a ver até onde posso chegar e que oportunidades devo aceitar para chegar onde quero. Terceiro: vais ouvir muitos palavras de outros que vão magoar-te, vais remoer essas palavras, mas sabes que mais? Quem são eles para julgar-te? Para dizer o que és, como és, quem és e o que deves ser? Aceita que dói menos, é isso. Aceita e segue.

Eu sei perfeitamente que hoje em dia não é fácil simplesmente deixar as expectativas de lado. Sei o quanto complicado é lidar com as obrigações. Sei como é extremamente difícil ouvir todas as críticas que o mundo nos atira e ficarmos apenas quietos a ouvir e aguentar as lágrimas. Mas saibam, que tudo aquilo que nos dizem pode um dia vir a ser usado contra eles próprios. O que eles nos atiram, um dia o universo vai atirar-lhes de volta. Não se sintam mal por fazerem o que sentem que devem fazer e a outra pessoa não valorizar ou ainda criticar. Façam o que o vosso coração manda, desde que fiquem de consciência tranquila no fim do dia é isso que realmente importa. Não vale a pena dizer que sim, quando queremos dizer que não. Assim como não vale a pena fazer o contrário. Sigam a vossa intuição, ela por vezes diz-nos a resposta mais correta.

    Deixar uma resposta