Literatura Opiniões Literárias

Finalmente Li “Shatter Me” e Eis O Que Penso

Ainda não sei bem como descrever aquilo que sinto quanto a este livro. Lembro-me de ver estas capas lindas no booktube, sempre olhei para elas e pensar que um livro com uma capa tão linda, só poderia ter uma história linda. Acabei por adiar sempre a leitura, ou porque não queria ler em inglês por não estar habituada, ou por esperar que uma editora portuguesa pegasse nele. Isso acabou por acontecer. Não li na versão portuguesa, acabei por ler na versão em inglês como uso Scribd e estava lá disponível decidi finalmente aproveitar e acompanhar os restantes leitores portugueses que pegaram na edição portuguesa.

Ora bem, se me acompanham no Twitter sabem que esta leitura não foi de todo um mar de rosas para mim. Fui demasiado no hype e acabei por desiludir-me, essa é a verdade. As opiniões positivas que via, assim como as recomendações todas… Não foi aquilo que eu esperava. É uma distopia, mas não tanto quanto esperava. Na minha opinião este livro acabou por ser mais um romance que outra coisa, eu nem esperava que fosse ter um clima assim tão romântico logo no primeiro livro, esperava esses avanços lá para o segundo livro. Mas tudo bem, até nem foi mau assim de todo o romance, apenas senti que se focou imenso nisso e o que realmente importava ficou um pouco para trás.

SPOILER ALERT

Quanto às personagens, bem… Admito que logo ao início encantei-me pela personagem principal, a forma como ela contava a sua história, como se sentia… Eu só pensava que quando ela finalmente se erguesse das cinzas daria uma daquelas personagens femininas que todos admiram. Não foi isso que aconteceu, assim que o romance deu lugar à distopia acabei por perder algum interesse pela personagem. Neste primeiro livro não achei que ela tivesse grande impacto. O Adam é talvez a personagem que menos gosto, não sei qual o motivo em especial, mas achei que ele foi quase que obrigado a fazer parte do romance, senti que eles nem tiveram oportunidade de se conhecer e realmente criar laços. Quanto a personagem preferida: Aaron. Sem dúvida alguma que é a minha personagem preferida. Mais um vilão que eu adoro. Estou realmente a torcer para que nos próximos livros tenhamos mais partes com ele e quem sabe um romance futuro com ele. Prefiro a Juliette com ele do que com o Adam. #SorryNotSorry

FIM DO SPOILER ALERT

A escrita é algo de diferente, quando li opiniões sobre a saga sempre soube que a escrita da autora era algo de diferente. Realmente é, não sei como descrever, nem sei ao certo se gosto ou não. Lê-se bem, bem rápido até. Voei pelo livro, caso tivesse mais tempo livre acredito que o leria num par de horas. A forma como a Mafi nos conta a história é surpreendente, senti que a personagem principal falava comigo, como se tivéssemos num café e ela contasse a história da sua vida. Acaba por ser bastante aditivo, e por esse mesmo motivo, decidi não abandonar esta leitura a meio.

Se irei ler os restantes livros? Vou tentar pelo menos ler o segundo para ver até onde isto vai. Sei que o primeiro não é de todo o melhor da saga, até porque os fãs admitem isso mesmo, porém não sei se tenho coragem de lidar mais não sei quantas páginas com a Juliette e o Adam… Não aguento lá muito bem aqueles dois. Logo veremos.

Lê também

Sem Comentários

    Deixar uma resposta