Lifestyle

O Medo Que Nos Consome

Junho 7, 2019

Somos todos os reféns de um medo que não é de todo fácil de lidar. Mudar. Quando sabemos que alguma mudança está para breve aparece aquele pequeno demónio que nos atormenta noite e dia. Uma súbita ansiedade passa a andar de mãos dadas connosco. Somos capazes de pensar nos mil e um cenários que podem correr bem, pensar no que irá correr bem está fora de questão. À medida que o tempo passa, a ansiedade aumenta, com isso aparecem as insónias: noites mal dormidas a pensar no que temos de fazer, a criar expectativas e a sabotar-nos inconscientemente.

Nós somos fortes e cheios de garra até chegar a mudança. Temos medo de mudar porque não sabemos abraçar as novas experiências. Temos receio daquilo que irá aparecer no nosso caminho, preferimos ficar por aquilo que já conhecemos. Muitas vezes esquecemos que o nosso habitat já foi totalmente desconhecido para nós. Consoante o tempo passou acabámos por nos habituarmos. Mas, o medo, aquele medo que consome corpo e alma. A forma como te ataca e deixa-te com vontade de desistir, que baixar as armas e fazer as malas, siga vamos embora que isto não dá para mim, prefiro a zona de conforto. Nestas alturas nunca somos fortes, somos apenas pessoas com medos e receios, e isso é normal.

Podia passa a mensagem de que todos devemos agarrar a mudança e vê-la pelo lado positivo. Podia dizer-vos que será uma questão de tempo, tudo passará… É uma realidade, devemos encarar os medos, assim como qualquer mudança que apareça no nosso caminho. Irá por passar, tudo depois será passado e nós nem daremos conta que conseguimos ultrapassar o que tanto temíamos. Mas, eu sei o que é ter medo e na altura nunca nos focamos nas palavras bonitas: só queremos que o tempo avance para rapidamente esquecermos o pequeno inferno que estamos a viver naquele momento. Queremos esquecer que teremos de lidar não só com uma mudança, mas com tudo aquilo que ela implica na nossa vida.

Nem todos sabemos lidar com as mudanças da mesma forma. Uns ficam simplesmente à espera que tudo passe, outros procuram uma forma de ultrapassar o momento de cabeça erguida e outros aceitam como se fosse apenas mais uma aventura. Não somos iguais, é normal termos medos, receios… Eu tenho, e sei que sou refém do medo da mudança. A forma como me sinto sempre que uma mudança está para breve. Sei que eu própria acabo por sabotar tudo, sou eu quem estraga os momentos e deixa-se levar pelos medos. Conheço-me, sei, por isso, também sei como facilitar a minha vida nestas alturas.

Não é fácil, não será de um dia ao outro que tudo irá resolver-se, mas um dia irás olhar para trás e pensar: eu consegui, mesmo quando pensei em desistir. Esse sentimento dará força para continuares, para teres ainda mais força para encarar os novos desafios com toda a garra. Vai custar, a vida é assim, não será fácil e isso torna tudo um pouco mais emocionante. Aproveita toda a força que tens, sim, porque tu tens força para encarar qualquer complicação que apareça no teu dia. Olha para tudo aquilo que passaste e retira algumas lições.

Para todas as pessoas que sofrem de ansiedade, neste momentos é um completo tormento, a melhor dica que vos posso dar é procurarem métodos que vos ajudem a encarar a vida com calma e serenidade. Não é fácil, é preciso conhecermos quem somos e aquilo que nos acalma. É uma tarefa complicada, mas assim que aprendermos a lidar com as emoções a nossa vida parece que fica mais fácil.

Vocês têm força. Aceitem a mudança. É difícil, eu sei, mas porra, já passamos por tanto, mais um desafio não nos irá fazer mal. Vamos lá.

    Deixar uma resposta