Literatura Opiniões Literárias

A Minha Irmã, Uma Serial Killer?

My Sister, The Serial Killer é um título que não escapa ao olho de uma pessoa. Quando dei de caras com este livro pela primeira vez pensei logo que iria adorar. Não foi de esperar menos, e sendo que esta história tratava-se da estreia da autora fiquei com ainda mais curiosa com o que me poderia reservar. Na minha opinião, este livro não é apenas mais um livro que está a causar alarido nas livrarias e pelos canais/blogues literários (apesar de Portugal ainda não ter mostrado interesse em traduzir este livro, algo que deveriam fazer, acredito que seria bem recebido cá em Portugal). Acho que apesar de tudo não é daqueles livros que seja mais publicidade do que qualidade. A escritora conseguiu ser tão bem recebida pelos media como pelos leitores.

Quando olhámos para este título pensamos no quê? Trata-se de um thriller? De um policial? Respondendo à vossa pergunta: é muito mais que isso. É um drama familiar, com uma pitada de thriller e um enredo de agarrar o leitor da ponta dos dedos do pé aos fios de cabelo. Oyinkan Braithwaite trouxe-nos uma história como já não víamos há imenso tempo: a forma como ela transforma as personagens, como lhes dá vida e o leitor reconhece-as quase como reais. Korede e Ayoola, duas irmãs que divergem em muito. Logo no início do livro vemos que Korede tem alguns receios e medos quanto à irmã, mas apesar de tudo são irmãs e por isso, ajuda-a sem pensar no que realmente está a fazer.

Para dramatizar ainda mais a relação destas irmãs, claro que falta aqui qualquer coisa: amor. Eu que não sou fã de todo de triângulos amorosos, quando a escritora deu a entender que levaria a isso fiquei empolgada. Aliás, passei o livro todo empolgada com esta história. O romance veio só melhorar a história, realmente era necessário para vermos até que ponto Korede seria capaz de ir para salvar a irmã, e até onde seria capaz de Ayoola seguir com a sua loucura.

Conforme o enredo se desenrola, Oyinkan entrelaça diversas histórias. Não é um livro confuso, podemos receber tanta informação, mas é fácil de a digerir e interligar. A escrita da autora é fenomenal, eu tive de ler o livro em inglês, mas no meu ponto de vista é um livro em inglês muito acessível. Caso não se sintam confortáveis em começar a ler em inglês, recomendo-vos este livro. Tem capítulos curtos e uma linguagem bem simples. Uma escrita que fluí como se não houvesse amanhã, com personagens cativantes e um drama de cortar a respiração. My Sister, The Serial Killer foi dos meus livros preferidos deste ano, não sei como vou encontrar outro livro tão bom quanto este, é realmente muito complicado superar o que Korede e Ayoola nos fizeram passar.

Agora, a grande questão, que deixo a cada um de vocês: seriam capazes de encobrir a vossa irmã caso ela cometesse um crime? E se ela fosse uma serial killer?

Imagem retirado do site tor.com

Lê também

Sem Comentários

    Deixar uma resposta