Literatura

Literatura | Antes de te Conhecer – Lucie Whitehouse

Foi o meu primeiro contacto com a Lucie Whitehouse. Tinham-me recomendado os livros dela, ao que parecia tinha uma escrita maravilhosa e um dom especial para o drama e suspense. Acabei por comprar o Antes de te Conhecer, sem qualquer expectativa e sem saber do que se tratava. Vocês sabem que não gosto de ler sinopses porque prefiro começar um livro com a mente vazia e sem expectativas. Começo já a dizer-vos que eu literalmente li este livro num dia. É muito complicado pousar o livro, só queremos ler mais e mais. 

Começo por falar na escrita da autora. Sem dúvida que é uma escrita que se destacou perante outros thrillers. Gostei da forma como a escritora consegue falar connosco. Apesar de termos diversas vezes flashbacks do passado isso não quebra a leitura, o que em muitos outros livros acontece. Mesmo quando a personagem principal estava perdida nos seus pensamentos conseguia ser momentos muito interessantes. Acho que é esse o motivo porque a escrita da Lucie Whitehouse se destaca: não é uma escrita aborrecida, é uma escrita cativante. O facto de ser uma escrita tão cativante claro que ajuda a ler mais rápido, a leitura fluí de uma forma esplêndida que ninguém espera. 
Outro destaque do livro é sem dúvida a forma como decorre a ação. A autora nunca desvenda tudo, deixa sempre algo mais para ficarmos a pensar e fazer teorias. Lá vem ela e faz-nos mudar de ideias, consegue trocar as voltas e causar mais drama e suspense. Temos aqui mistério da primeira até à última página, o suspense nunca nos abandona. Foi-me complicado conseguir adivinhar o que poderia vir a acontecer, e por vezes distinguir a verdade da mentira foi complicado. Senti-me como a personagem principal muitas das vezes, enganada ao descobrir toda a verdade. 
As personagens principais são um casal: Hannah e Mark. Ao ver que encontrava-me perante um thriller com um casal pensei que seria algo baseado ou no rapto do marido ou da mulher. Enganei-me logo. Foi muito melhor que isso. Apesar de tudo foi uma história de amor. Não é um cliché romântico, nada disso. É uma história que de certo modo consegue abrir os olhos dos leitores, mostrar a verdade através da ficção. Sabemos que relações deste género acontecem, mas nunca pensámos nisso. 
Recomendo-vos que leiam este thriller. Vão gostar imenso, vão apaixonar-se pela escrita e personagens criadas pela Lucie Whitehouse. Um livro que sem dúvida entrou para os favoritos. Apenas não chegou às cinco estrelas porque esperava um final um pouco mais dramático, porém não deixou de ser um grande livro. Vale a pena dar uma oportunidade ao livro e à escritora.

Sinopse: Hannah é uma mulher independente e determinada que não quer seguir os passos da sua mãe amargurada. Mas através de amigos, conhece certo verão, em Nova Iorque, Mark Reilly, e apaixona-se de tal modo que muda de ideias sobre o casamento. Agora vive na sua elegante casa em Londres, com um marido que adora e sente-se feliz. Mas quando ele não regressa de uma viagem de negócios aos EUA e as horas de espera se alongam em dias, Hannah começa a duvidar. Porque é que os colegas do marido acham que ele está em Paris, não NI? Porque não há registos seus no hotel? E quem é esta mulher que lhe anda a telefonar? Hannah começa a investigar a vida do marido e descobre coisas que a fazem duvidar de tudo o que julgava saber sobre ele. Da história de encantar que vive, é levada para um mundo de violência e medo. Mas será que os segredos de Mark se destinam a protegê-lo a ele ou a ela?”
Editor: Bertrand Editora | Tradução: Ana Lourenço | ISBN: 9789722532983 | Páginas: 336 | Classificação: 4 em 5 Estrelas

Lê também

2 Comentários

Deixar uma resposta