Literatura

Literatura | O Barqueiro – Claire McFall

Setembro 27, 2018
Estou completamente rendida por este livro. Não pensei que fosse gostar tanto da história, achei desde do início a sinopse muito interessante, mas gostar tanto do livro ao ponto de o terminar num par de horas? Nunca pensei. Uma leitura que foi perfeita para iniciar o Outono e acima de tudo, para dar início à maratona Fall in Stories. Digo-vos já: leiam este livro, não se vão arrepender.
O Barqueiro não se trata apenas de mais uma história que fala sobre a morte. É o livro. Já li diversos livros que abordavam o tema, mas sinto que este foi o mais completo e que conseguiu transmitir mais realidade. Li o livro e não senti que se tratava de apenas ficção. A mensagem que o livro passa é tão intensa, tão profunda que muitas vezes dei por mim a pensar na vida e no futuro. Que irá acontecer quando morrermos? Será que devo acreditar no destino? Como? Porquê? Quando? Tantas perguntas, e eu sinto que ler este livro foi essencial para mim. Precisava de ter este livro na minha biblioteca, de aprender com ele e de recomendar-vos a ler.
O livro foi perfeito? Não, não foi. Posso até dizer-vos que ao início não estava a gostar muito. A personagem principal, a Dylan, ao princípio deu-me vontade de simplesmente matá-lo, pura das ironias. Contudo, notei que ao longo do livro e da sua caminhada ela cresceu imenso, que aprendeu e acima de tudo, tornou-se uma pessoa melhor. Se ao início ela parecia uma pessoa com imensos preconceitos, no final do livro conseguimos notar a diferença. Quanto à outra personagem, o Tristan, eu gostei dele desde da primeira vez que apareceu no livro. Admito que fiquei com uma crush por ele, e só de pensar que seria o último livro que o veria, que não haveria mais nenhum Tristan deu-me uma dor enorme no coração. Mas, quando terminei o livro vi que haveria mais um livro portanto, mais um livro com o Tristan!
A escrita da Claire é viciante e muito fluída. O leitor consegue voar pelas páginas. Os capítulos não são muito extensos, não recebemos informação em demasia e a autora sabe quando inserir ou não diálogos. Todos estes factores foram deveras importantes para ajudar na leitura, por isso é que o livro tem um ritmo de leitura tão bom.
Contudo, vocês perguntam: porque só quatro estrelas e não as cinco estrelas? Senti-me tentada a dar as cinco estrelas, mas fiquei-me pelas quatro estrelas porque acredito que o próximo consiga superar este. Achei que neste faltou um pouco mais de romance, apesar de conseguirmos ver desde do início a química que existe entre a Dylan e o Tristan. São um casal incrível, perfeito e magnífico. Claro, a escritora não quis dar um romance exagerado, quis dar uma dose certa de romance e aventura. Queria mais romance porque simplesmente adorei o casal. Porém, entendo que o romance venha a ter mais presença no próximo livro.
O final do inesperado. Não estava de todo à espera apesar de até ser óbvio. E, o facto de ter continuação fez com que o final tivesse muito mais impacto em mim, não estava à espera de uma continuação, mas sim um livro do género deste com outras personagens. Quero imenso ler o próximo livro, espero que seja editado cá em Portugal muito em breve. 
Resta-me dizer-vos para lerem este livro, acreditem que vão gostar. Até eu que não sou muito de romances e este tipo de livros apaixonei-me de alma e coração pelo livro. Com toda a certeza que este livro conseguiu entrar diretamente para o meu top de livros preferidos. Leiam, não se vão arrepender.

Sinopse: “Dylan é uma adolescente, vive com a mãe, nunca conheceu o pai. Até agora. Quando o pai entra em contacto, e a convida a visitá-lo, ela aceita sem pensar duas vezes. E, contra a vontade da mãe, parte para Aberdeen, no Norte da Escócia. Vai de comboio, através de paisagens desoladas. Ao passar num túnel, dá-se um acidente terrível. E Dylan é a única sobrevivente. Ou talvez não. Ao emergir dos escombros encontra-se numa paisagem desolada, desértica. E Tristan, um rapaz de olhos tristes, está à sua espera. É ele o barqueiro, é ele quem terá a missão de a levar, através de um cenário cada vez mais assustador, para o outro lado – tal como fez milhares de vezes antes, com milhares de outras pessoas. Desta vez, porém, tudo é diferente. Perseguidos por fúrias à caça de almas humanas, Tristan e Dylan aproximam-se cada vez mais. Mas há um limite. Eles já não pertencem a este mundo. E no outro lado, há uma fronteira que ninguém consegue passar. A não ser que… 
O Barqueiro, inspirado no mito grego do Barqueiro do Hades, é uma história de amor profundamente original, que desafia os limites da morte. Obra premiada na Escócia, país natal da autora, Claire McFall, tornou-se um dos maiores bestsellers contemporâneos na China, onde já vendeu mais de um milhão de exemplares – e onde permanece há anos entre os dez livros mais vendidos.”

Editor: Edições ASA | Tradutor: Elsa T. S. Vieira | ISBN: 9789892343082 | Páginas: 264 | Classificação: 4 em 5 Estrelas
Uma leitura com o apoio:
  • Reply
    Nádia Batista
    Outubro 3, 2018 at 00:09

    Parece bem interessante! Não sou muito fã de romances polvilhados de doçura e melosos, só assim muito de longe a longe… mas este parece-me uma excelente aposta 🙂

  • Reply
    Angie
    Outubro 2, 2018 at 09:28

    Muito obrigada pela sua visita! Agradeço imenso pelo apoio, e o meu objetivo é sem dúvida despertar o interesse dos meus seguidores na leitura <3 Obrigada e beijinhos <3

  • Reply
    Ana_Catarina
    Setembro 27, 2018 at 09:13

    Olá Daniela, achei o seu post muito legal 🙂 Faz-nos querer sair da nossa zona de conforto e, ler outro tipo de géneros 🙂
    http://tudosoblinhas.blogspot.com

    P.s. Segui o seu trabalho, caso tenha disponibilidade pode sempre visitar o meu trabalho 🙂 Beijinho grande :*

Deixar uma resposta