Literatura

Literatura | A Sereia de Brighton – Dorothy Koomson

Sabem como sou fã da Dorothy Koomson. O primeiro livro que li da autora foi Os Muitos Nomes do Amor, tinha acabado de sair e eu li-o num abrir e fechar de olhos. Entretanto não tinha lido mais nenhuma novidade da escritora, queria ler os livros mais antigos da autora para depois conseguir ter noção da evolução dos escritores.Li diversos livros, muitos gostei e outros nem tanto. Ao saber que haveria mais um livro da Dorothy Koomson não resisti: precisava de ler e saber como estava a escrita da Dorothy. Digo já: incrível.
Após terminar a leitura ainda fiquei indecisa quanto à classificação. Não sabia se daria as quatro estrelas ou se estendia para as cinco estrelas. Fico-me pelas quatro estrelas, porquê? Porque apesar de o livro ter uma história que agarra desde do princípio, existiram muitos momentos parados e que de certo modo quebravam o ritmo da leitura. 
Gosto imenso da escrita da Dorothy Koomson como sabem. Conseguimos ler sem sentir necessidade de fazer pausas porque é uma leitura viciante. Existem diversas mudanças de tempo, viajámos constantemente entre o passado e o presente. Isso não me fez qualquer confusão, até gostei. Apenas tenho pena que a certo ponto as lembranças do passado tenham terminado porque não havia necessidade de relembrar e trazer para o presente. Adorei imenso ler sobre o passado da Nell, Jude e Macy. Um ponto de vista totalmente diferente e que consegue chamar a atenção para os pequenos detalhes que nos podem ajudar a resolver o crime.
As personagens estão bem caracterizadas, inclusive a personagem principal a Nell. Adorei-a desde do primeiro contacto com ela. Uma personagem com medos e receios. Porém, Nell é uma personagem com garra e força de vontade. Toda a sua ambição para resolver os crimes foram deveras inspiradores. Uma das minhas personagens preferidas dos livros da Dorothy Koomson. Para além da Nell gostei imenso da sua irmã a Macy, apesar de ser uma personagem que a certo momento torna-se irritante e começámos a desconfiar dela. Todas as restantes personagens são incríveis, adorei-as imenso e cada uma tornou-se especial para mim.
Adorei o facto deste livro em especial ser baseado em diversos crimes. Sabia mais ou menos do que se tratava, mas não estava à espera que conseguisse surpreender-me tanto. Superou as expectativas. As desconfianças que eu tinha sobre os crimes e as personagens foram tantos que a certo ponto já me perdia nas próprias teorias. A verdade é que temos a verdade quase à frente dos olhos e não vemos. Um toque único que adorei neste livro da Dorothy. Incrível mesmo, estou sem palavras. Gostei tanto deste livro que não sei ao certo como explicar-vos como me sinto quanto a ele.
Apesar de o livro ser enorme, com cerca de 500 páginas voámos literalmente pelas páginas. Se eu vos disser que li o livro em menos de um dia acreditam? Claro, para mim já é normal quando se trata dos livros da Dorothy Koomson, contudo ultimamente não tenho tido muita sorte com os livros dela. 
Um livro bem planeado, desde da primeira página até à última. Não houve um único momento que não fosse planeado deste livro. Cada frase, palavra, detalhes, recordação. Vemos o quanto é importante ouvir cada palavra por parte de cada personagem. Detalhes que nos vão fazer interligar até descobrir o verdadeiro criminoso. Com este livro apercebi-me que: todos têm segredos, e nós sabemos disso, apenas não queremos ver. 
Já não sei mais que dizer-vos para vos convencer a ler este livro. Vocês se conhecem a escrita e livros da autora sabem como ela consegue trazer um livro tão apaixonante aos leitores. Recomendo-vos a lerem este livro, leiam porque vão gostar. Temos aqui um livro que nos fala sobre aceitar-nos, racismo, amor, amizade, família, e muito mais. Leiam, vão gostar e vão guardar este livro para sempre no vosso coração. Leiam.
Sinopse: Praia de Brighton, 1993

As adolescentes Nell e Jude descobrem o corpo de uma jovem na praia e, quando ninguém o reclama, a vítima passa a ser conhecida como A Sereia de Brighton. Três semanas mais tarde, Jude desaparece e Nell, ainda chocada com os acontecimentos na praia, fica completamente desamparada.


Passados 25 anos, Nell vive atormentada pelo passado, abandonando o emprego para descobrir a verdadeira identidade da jovem assassinada – e o que aconteceu à amiga naquele verão inesquecível.


Quanto mais perto fica da verdade, maior é o perigo. Alguém parece estar a seguir cada passo de Nell, que já não sabe em quem confiar.


Da autora bestseller de a filha da minha melhor amiga, chega-nos uma intrigante história sobre irmãs, segredos e crime.”

Editor: Porto Editora | Tradução: Leonor Bizarro Marques | ISBN: 9789720031150 | Páginas: 512 | Classificação: 4 em 5 Estrelas
Uma leitura com o apoio:

Lê também

3 Comentários

  • Reply
    Nádia Batista
    Outubro 3, 2018 at 00:13

    Nunca li nada da Dorothy nem nunca tive muito interesse, para ser sincera… mas há muito pessoal a gostar dos seus livros e este pode ser que entre para a TBR. Quem sabe 😛

    O facto de já teres tido desilusões deixa-me com um pé atrás… a ver vamos 🙂

  • Reply
    Angie
    Outubro 2, 2018 at 09:27

    Até agora só tive umas duas desilusões com ela, este sem dúvida que trouxe esperança. Quero continuar a ler os restantes livros da autora, logo veremos o que acharei. Mas este foi sem dúvida incrível!

  • Reply
    Mariana Leal
    Setembro 28, 2018 at 21:24

    Viagem entre o passado e o presente já é uma marca da Dorothy :p Tenho visto muitas opiniões positivas deste novo romance… acho que posso voltar a ter esperança na autora, depois de demasiadas desilusões. O que é óptimo! 🙂

Deixar uma resposta