Literatura

Literatura | Ala Feminina – Vanessa Ribeiro Rodrigues

Assim que peguei neste livro soube que iria emocionar-me. Foi uma aventura ler este livro, apesar de não ser muito o meu género consegui adorar a leitura. Adoro a escrita da Vanessa Ribeiro Rodrigues. É deveras sensacional, e fluí perfeitamente. Temos um grande impacto neste livro de diversas mulheres, o livro é todo dedicado a elas. Apesar de ter uma certa noção do que acontecia nas prisões, nunca tinha tido a oportunidade de explorar a ideia mais a fundo. Principalmente, numa prisão de mulheres onde muitas delas foram lá parar por culpa de outros.

O livro é constituído por diversas entrevistas a mulheres que viram a sua vida a mudar tragicamente ou por más decisões ou por confiarem nas pessoas erradas. As entrevistas não são muito detalhadas, temos aqui presente o mais essencial. Notámos que as prisões tinham um certo cuidado a não deixar passar demasiada informação, e a autora mostra-nos isso. Deixou-me muito triste ver que muitas destas mulheres com sonhos, com família tiveram este imprevisto na vida que lhes mudou os planos todos. Mulheres que pensaram que tinham o tempo todo do mundo para viver, e a vida trocou-lhes as voltas.

Conseguimos sentir aquilo que elas sentem, desde solidão, perda, tristeza, pouca esperança, etc. Vemos o quanto aquele tempo na prisão as mudou, algumas deixaram a felicidade e os sonhos, e tornaram-se pessoas que nem elas próprias reconhecem. Tudo fruto do encarceramento, de falta de contacto com o mundo cá fora. É como se estivessem noutro planeta. Vemos que muitas estão desanimadas com a vida lá dentro, não se preocupam em contar os dias porque parece que o tempo não passa. É realmente outra perspetiva das prisões. Tinha uma vaga ideia, mas com este livro fiquei a perceber muito mais do assunto. Agora vejo este tema com outros olhos.

São testemunhos de partir o coração, acompanhamos a história de várias mulheres que perderam aquilo que tinham e agora vivem dentro da prisão. Mulheres que tinham tudo, e ficaram sem nada. Viver presa, sem contacto com família, sentir que o tempo parou, que erramos em tudo e não há mais nenhuma saída. Um livro que realmente vale a pena ler, ninguém vai-se arrepender.

Sinopse: Pode a reclusão revelar mistérios da condição da mulher?

O que têm em comum uma colombiana, uma romena, uma angolana, uma venezuelana, uma uruguaia, três brasileiras e nove portuguesas? Para elas, a liberdade é um desejo que carregam na mente, livre para sonhar, com o corpo preso num cárcere, labirinto entre o Rio de Janeiro, o Porto e Lisboa.


São mães, vaidosas, filhas, amantes, sonhadoras, escrevem cartas, leem livros, amam. São barqueiras invisíveis entre dois mundos: o mundo cá de fora e um céu gradeado. Este é mais do que um livro-reportagem, é a intuição subjetiva a partir de conversas com mulheres privadas de liberdade: os medos, os desafios, as conquistas, os desabafos, a ânsia de ser livre.”


Editor: Edições Desassossego | ISBN: 9789898892041 | Páginas: 272 | Classificação: 3 em 5 Estrelas

Uma leitura com o apoio:

Lê também

2 Comentários

  • Reply
    Angie
    Junho 22, 2018 at 18:20

    Não tive essa oportunidade de ver a sua apresentação, mas adoraria. Acredito que ela seja uma excelente pessoa e que tenha muito mais para falar e contar. Espero que goste imenso do livro, acredito que irá gostar imenso! Aguardo pela sua opinião <3

  • Reply
    Tina António
    Junho 18, 2018 at 21:41

    Ainda não li o livro, mas senti o mesmo que tu Daniela,passei a ver este tema com outros olhos.
    A autora que é extraordinária fez a sua apresentação na Feira do Livro, com questões colocadas por uma jornalista do DN. Eu assisti e no final falei com a autora, a emoção nos olhos dela é comovente, indescritível. Este é um tema que diz respeito a todos nós, vivemos em sociedade e ninguém sabe o dia de amanhã.
    Obrigado Daniela pela tua opinião, assim que seja possível lerei este livro.

Deixar uma resposta